top of page

Soluções Baseadas na Natureza: Um Paradigma Sustentável para o Futuro.

Atualizado: 16 de nov.

Consegue ver as pessoas na base desta fotografia?

 

As Soluções Baseadas na Natureza (SbN) emergem como uma abordagem inovadora para enfrentar desafios ambientais, integrando práticas que promovem a sustentabilidade com os ecossistemas naturais. Este artigo explora a origem do conceito, seu autor e apresenta exemplos internacionais que ilustram a eficácia dessas soluções.

 

1. Origem e Conceito:

O termo "Soluções Baseadas na Natureza" foi popularizado pelo ecologista colombiano, Juan Mayr, durante a Cúpula Mundial de Desenvolvimento Sustentável em 2002. Mayr propôs essa abordagem como uma maneira de integrar a conservação da natureza com o desenvolvimento econômico, reconhecendo os serviços ecossistêmicos como fundamentais para o bem-estar humano.

 

Fonte: [PNUD - Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento](https://www.undp.org/).

 

2. Exemplos Internacionais:

 

Projeto Great Green Wall (Grande Muralha Verde) - África:

O projeto Great Green Wall visa combater a desertificação na região do Sahel, plantando uma faixa de árvores e vegetação ao longo de 8.000 km. Essa iniciativa é um exemplo concreto de como restaurar paisagens degradadas pode ter impactos positivos na mitigação de mudanças climáticas e sustentabilidade.

   

 

Wangari Maathai -


O projeto começou em 2007 após sua aprovação pela União Africana e os resultados impressionaram o mundo.

Em princípio, eles planejaram fazer uma parede de árvores de quase 8.500 km de comprimento e 15 km de largura entre o Senegal (oeste) e Djibuti (leste). Com isso, eles pretendiam impedir o crescimento do Saara ao sul e evitar que se expandisse ainda mais.

Aproximadamente 15% do projeto já foi feito. A iniciativa está trazendo vida de volta às paisagens degradadas da África, fornecendo segurança alimentar, empregos e uma razão para ficar para milhões de comunidades que vivem em seu caminho.


Área já plantada (Foto: Great Green Wall)



O muro promete ser uma solução convincente para as muitas ameaças urgentes, não apenas que o continente africano enfrenta, mas também a comunidade global como um todo – principalmente as mudanças climáticas, seca, fome, conflitos e migração.

Depois de concluída, a esperança é de que a Grande Muralha Verde seja a maior estrutura viva do planeta, três vezes o tamanho da Grande Barreira de Corais.

A muralha está se enraizando na região do Sahel, na África, no extremo sul do deserto do Saara, um dos lugares mais pobres do planeta.

Secas persistentes, falta de comida, conflitos por causa da diminuição dos recursos naturais e migração em massa para a Europa são apenas algumas das muitas consequências.

O catalisador da Grande Muralha Verde é o impacto diário da desertificação e das mudanças climáticas que está minando o futuro de milhões de comunidades na região do Sahel na África.


Para saber mais: Assista ao Trailer do Documentário THE GREAT GREEN WALL

https://www.youtube.com/watch?v=kB1qK_yBVxU


Parques Urbanos de Singapura:

Singapura é conhecida por incorporar espaços verdes em sua arquitetura urbana. Os parques urbanos, como o Gardens by the Bay, demonstram como soluções baseadas na natureza podem ser integradas ao ambiente urbano, melhorando a qualidade de vida, reduzindo o calor e promovendo a biodiversidade.

 



Singapura vem continuamente construindo sua reputação como uma cidade na natureza, e seu design há muito tempo mostra uma forte consciência de reconhecer que os espaços verdes são importantes. Planejadores urbanos e arquitetos tomaram a decisão consciente de tecer a natureza por toda a cidade, à medida que continuam desenraizando novos edifícios e empreendimentos, incorporando a vida vegetal em qualquer forma, seja através de telhados verdes, jardins verticais escalonados ou paredes com plantas.



Arquitetos paisagistas, Ramboll Studio Dreiseitl, e o conselho do governo de Singapura, National Parks Board, lideraram o caminho na criação de uma cidade repleta de jardins biodiversos que Singapura é hoje. Além disso, a pesquisa de Yun Hye Hwang, da Universidade Nacional de Singapura e do Future Cities Lab, está focada em explorar como moldar cidades sustentáveis e sistemas de assentamentos por meio da ciência, pelo desenho.



Embora sua iniciativa para tornar Singapura verde tenha sido originalmente focada em dar à cidade-estado uma imagem distinta e intencionalmente desejável, hoje essa abordagem é elogiada por sua capacidade de lidar com questões relacionadas às ilhas de calor, ajudar na gestão sustentável da água e melhorar a biodiversidade na cidade. Vários projetos foram implementados para lidar com essas questões e fornecer soluções de design sustentável para promover o "esverdeamento" da cidade.


Fonte: [Gardens by the Bay](https://www.gardensbythebay.com.sg/).

 

“O projeto foi criado para maximizar a captação de água que cai naturalmente na ilha, além de fomentar um sentimento de propriedade que perdurará por gerações, para que as pessoas queiram proteger o ambiente natural”. – Leonard Ng, Diretor Nacional

Com um território limitado e uma população numerosa, a cidade-Estado na Ásia implementou estratégias urbanísticas para mitigar os efeitos do rápido crescimento em termos de sustentabilidade e qualidade de vida para seus habitantes. O objetivo é assegurar moradia adequada e promover o contato com ambientes naturais.


Para saber mais:

https://vimeo.com/48729331


https://www.c40cities.org/case_studies/singapore-bio-engineering-works-at-bishan-ang-mo-kio-park-to-prevent-urban-flooding


https://inhabitat.com/bishan-park-singapore-transforms-a-concrete-channel-into-a-vibrant-riverside-park/


https://worldlandscapearchitect.com/kallang-river-bishan-park-singapore-atelier-dreiseitl/#.XiikJmhKg2z


https://abcnews.go.com/blogs/technology/2012/07/changing-cities-singapore-the-garden-city/


Projeto de Restauração de Manguezais na Tailândia:



Iniciativas de restauração de manguezais na Tailândia mostram como a natureza pode ser uma aliada na proteção contra eventos climáticos extremos, como tsunamis. A restauração desses ecossistemas não apenas protege as comunidades costeiras, mas também preserva a biodiversidade marinha.





"Há muitas maneiras de agir para regenerar os manguezais do mundo antes que seja tarde demais"

 

   Fonte: [Mangrove Action Project](https://mangroveactionproject.org/).

 

As Soluções Baseadas na Natureza representam uma abordagem inovadora e integrada para a sustentabilidade, reconhecendo o valor intrínseco dos ecossistemas. Com exemplos concretos ao redor do mundo, fica claro que a implementação dessas soluções não só beneficia a natureza, mas também contribui para um futuro mais resiliente e equitativo para a humanidade.

bottom of page